Edição Nº 62 :: Maio 2016
Editorial

Reservatórios. Sua importância na redução
da emissão dos Gases Efeito Estufa (GEE)

Erton Carvalho

Os estudos concluíram que as emissões obtidas nos reservatórios, com exceção das de Balbina, que apresentou valores bastante elevados, foram significativamente inferiores às geradas pelas térmicas que usam combustíveis fósseis. Nos reservatórios de Funil e Xingó houve remoções de GEE e nos demais reservatórios as emissões foram extremamente baixas, sendo o maior valor próximo de 10% em comparação com a térmica de menor emissão. As emissões líquidas de GEE, apresentadas a seguir, são indicativas da importância de priorizar no país, reservatórios de regularizações de vazão.


Notícias Gerais



O XXXI SNGB - Seminário Nacional de Grandes Barragens é um fórum de debates técnicos, apresentação de trabalhos e prospecção de novos negócios na área de engenharia de barragens. Reúne empresas ligadas a estudos ambientais, planejamento, investimento, projeto, construção e operação de usinas, fabricantes e montadoras de equipamentos eletromecânicos, profissionais do setor de energia, consultores, centros de pesquisa e universidades.
O foco do XXXI SNGB será congregar profissionais e empresas ligados ao setor de barragens interessados no intercâmbio e difusão de conhecimentos para o debate sobre os temas ligados a estudos ambientais, projeto e construção de barragens dentro de uma política de desenvolvimento sustentável.

· Tema 1 – Benefícios Ambientais Causados por Barragens e Reservatórios
· Tema 2 – Avaliação Econômica de Barragens e Empreendimentos Hidráulicos
· Tema 3 - Lições Aprendidas de Acidentes e Incidentes com Barragens
· Tema 4 – Reabilitação de Barragens para Garantir a Segurança


O Seminário terá a participação de alguns Comitês Latino Americanos e também estará presente uma delegação chinesa dentro do Convênio de Cooperação Técnica firmado entre CBDB e o Comitê Chinês de Barragens (CHINCOLD). Será realizado, também, o IV CBDB-CHINCOLD International Symposium on Rockfill Dams, com os temas:

· Theme 1 – Construction Materials and Methods
· Theme 2 – Impermeabilsation elements of rockfill dams – design, construction, performance
· Theme 3 – General Description of Recent Projects involving Rockfill Dams


Além destes, será realizado o II Seminário de Gestão de Riscos e Segurança de Barragens de Rejeitos, onde serão debatidos os seguintes assuntos:

· Tema 1: Inovações Tecnológicas em Métodos de Disposição de Rejeitos
· Tema 2: Acidentes e Incidentes com Barragens de Rejeito
· Tema 3: Legislação e Fiscalização da Implantação ao Fechamento
· Tema 4: Projeto, Construção e Operação


Será realizado, também, o Workshop sobre Formas de Contratação de Serviços de Engenharia, com o lançamento do Boletim Técnico resultado do trabalho da Comissão Técnica 08 do CBDB, que estuda o assunto. Paralelamente aos Seminários, Simpósio e Workshop, haverá uma exposição técnica de produtos e serviços relacionados a projeto, construção e operação de barragens com a participação de empreendedores, construtores, projetistas, fabricantes de equipamentos eletromecânicos, consultores, centros de pesquisa e prestadores de serviços.

Os Eventos serão realizados no período de 15 a 18 de maio de 2016, na cidade de Belo Horizonte - MG.


Enviem Sumário dos trabalhos técnicos sobre os Temas acima até o dia 30/11/2016. Os trabalhos completos devem ser enviados até 31/12/2016.


Inscreva-se no I Encontro Técnico sobre Incidente e Acidente de Barragens - Lições Aprendidas, I ETIAB, a se realizar em Salvador/BA em 22/09/2016. O CBDB organizará este Primeiro Encontro que diz respeito aos principais incidentes e acidentes recentemente ocorridos no Brasil, com discussões sobre as causas e lições aprendidas; tendo como objetos de estudos a UHE de Campos Novos, PCH’s de Espora e Apertadinho, e barragens de Camará, Algodões I e Fundão, além da estabilidade de encostas e contenção de corridas detríticas, com apoio dos Agentes e Agências envolvidos. Dentro da programação técnica, serão tratadas quatro sessões: Tipos de Incidentes e Acidentes de Barragens, Principais Acidentes de Barragens no Brasil (Parte 1 e Parte 2) e Medidas Preventivas, Corretivas e Reparadoras Utilizadas nas Barragens.

Acesse a programação clicando aqui.
Acesse a tabela de valores clicando aqui.


Inscreva-se no IV Simpósio sobre Instrumentação de Barragens, IV SIB, a se realizar em Salvador/BA em 23/09/2016. O Simpósio é um fórum de discussão sobre a importância da instrumentação na análise e desempenho das estruturas de barragens, com destaque para a efetiva contribuição desses instrumentos na garantia da segurança da barragens e a avaliação sobre a confiabilidade desses dispositivos de auscultação para acompanhamento e verificação de incertezas relativas aos critérios de projetos adotados, ao estado de conservação e cumprimento ou eficácia dos procedimentos de operação e manutenção. O Simpósio reunirá empresas ligadas à engenharia de barragens em todos os segmentos com destaque àquelas ligadas a estudos ambientais, planejamento, investimentos, elaboração de projetos, construção e operação de usinas hidrelétricas , fabricantes e montadoras de equipamentos hidromecânicos, consultores , instituições de fiscalização e controle e agências reguladoras. Enviem trabalhos técnicos sobre os Temas abaixo até o dia 29/07/2016:

· Tema I - Instrumentação versus Segurança de Barragens
· Tema II - Critérios de Projetos Sobre a Instrumentação de Barragens: Garantia x Otimização
· Tema III - Valores Limites de Instrumentação: Análises Críticas de Desempenho
· Tema IV - Desempenho de Barragens Durante Fases de Enchimento e Operação
· Tema V - Novas Ferramentas e Práticas de Instrumentação de Barragens

Acesse a programação clicando aqui.
Acesse a tabela de valores clicando aqui.


Curso de Comportas Hidráulicas
19 e 20/07/2016 - Rio de Janeiro

INSTRUTOR: Paulo Cezar Ferreira Erbisti
CARGA HORÁRIA: 16 horas
LOCAL: CBC - Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Sala C – 1º andar - R. Visconde de Silva, 52
Botafogo, Rio de Janeiro – RJ


Acordo de Cooperação Técnica ANA x CBDB

A importante parceria do CBDB e da ANA, Agência Nacional das Águas, contínua desde a elaboração da Lei de Segurança de Barragens, sua Regulamentação e elaboração de Manuais, estende-se, agora, à organização e apoio mútuos na Educação e Comunicação para o desenvolvimento da Cultura de Segurança de Barragens, celebrada na Solenidade de assinatura do Acordo de Cooperação Técnica Ana x CBDB, que ocorreu no dia 02/03 às 09:00 horas da manhã, na sala do decanato do CTC (PUC-RIO), pelos presidentes da ANA, Dr. Vicente Andreu e do CBDB, Dr. Brasil Pinheiro Machado. Na solenidade, estiveram presentes: Luciano Nobre Varella, Diretor Secretário do CBDB, Fábio De Gennaro Castro, Vice Presidente do CBDB, Rodrigo Flecha Ferreira Alves, Superintendente de Regulação da Agência Nacional das Águas – ANA, Brasil Pinheiro Machado, Presidente do CBDB, Vicente Andreu Guillo, Diretor - Presidente da Agência Nacional das Águas – ANA, Carlos Henrique Medeiros, Diretor Técnico do CBDB, Alberto S. F. J. Sayão, Conselheiro do CBDB, Ricardo Aguiar Magalhães, Diretor de Comunicações do CBDB e Pedro Paulo Sayão Barreto, Superintendente do CBDB. Os termos do Acordo e o Plano de Trabalho foram concluídos em Reunião Preparatória ocorrida em Brasília, na Sede da ANA, com a presença, pelo CBDB, dos Diretores Técnico, Carlos Henrique Medeiros, e de Comunicações, Ricardo Aguiar Magalhães, juntamente com os representantes da ANA, Rodrigo Flecha Ferreira Alves, Superintendente de Regulação da Agência Nacional das Águas – ANA, Patrick Thadeu Thomas, Superintendente Adjunto de Regulação da Agência Nacional de Águas – ANA e os Especialistas da Coordenação de Regulação de Serviços Públicos e da Segurança de Barragens (COSER) da Superintendência de Regulação (SER) da ANA: André César Moura Onzi, André Torres Petry e Fernanda Laus de Aquino. Como primeiro produto do Acordo, serão realizados em conjunto, entre outros, diversos Treinamentos sobre os Manuais da ANA, em datas a serem divulgadas, ao longo dos próximos 3 anos de duração do Acordo.


Revista Brasileira
de Engenharia de Barragens N.3

Lançada em abril de 2016, em Florianópolis, a Terceira Edição da Revista Brasileira de Engenharia de Barragens, RBEB.


Palavra de Conselheiro
José Bernardino Botelho

Os temas inadiáveis

José Bernardino Botelho nasceu em Ijaci, ex-município de Lavras, em Minas Gerais. Seus primeiros contatos com os livros foram numa escola rural. Em Belo Horizonte (BH), cursou Engenharia na Universidade Federal de Minas Gerais (EEUFMG) até a graduação, em 1968. No ano seguinte, iniciou a carreira de professor universitário na EEUFMG. Após três décadas, em 1998, Bernardino se aposentou das salas de aula da federal, mas continuou, até 2004, ensinando na Universidade Fundação Mineira de Educação e Cultura (FUMEC), de BH. Trabalhou na Hidroservice Engenharia de Projetos, e na Leme Engenharia (até 1993). Com outros dois colegas (José Henrique R. Lopes e Nathanael Vilela de Ávila, ambos da Leme Engenharia) fundou a VLB Engenharia (no mesmo ano de 1993), empresa especializada em projetos hidroenergéticos, onde ele pretende encerrar suas atividades. Casado, pai de duas filhas e de um filho, Botelho se diz coruja das duas netas e do neto.


Miguel Sória

Comitê Técnico de Conscientização do Público
e Educação (COPAE)

O engenheiro civil Miguel Sória atuou por 28 anos no Complexo de Itaipu. Durante esta trajetória, foi indicado pela empresa para participar do Comitê Brasileiro de Barragens (CBDB). Atualmente, Sória é o representante da instituição no Comitê Técnico de Conscientização do Público e Educação (Committee on the Public Awareness and Education - COPAE) da International Commission On Large Dams (ICOLD). Nesta entrevista, o ex-Diretor de Comunicações do CBDB revela os planos do COPAE para informar e aproximar a opinião pública das questões relativas às barragens. Com experiência na produção de livros técnicos, o administrador traz no currículo a coordenação da primeira edição da Revista Brasileira de Engenharia de Barragens. Com essa bagagem, não é de se estranhar que as anotações técnicas que fez na reunião da ICOLD na Noruega em 2015 instiguem a curiosidade e fomentem a realização de debates sobre usinas reversíveis e usinas sobre o mar. Vale a leitura!


Homenagem a Clóvis
Ribeiro Leme

Em 12 de maio último a Engenharia Geotécnica de Barragens perdeu o colega Clóvis Ribeiro de Moraes Leme, Diretor do Núcleo de São Paulo. Clóvis trabalhou por muito tempo na área de geotecnia de barragens e posteriormente na área de segurança de barragens da CESP. Após seu período na CESP atuou como consultor em geotecnia de barragens para inúmeros empreendimentos e, ultimamente, para as barragens do Projeto da Integração do Rio São Francisco. Não se pode deixar de mencionar a sua participação ativa no CBDB, desde muitos anos atrás. Clóvis deixou a imagem do engenheiro competente, parceiro, muito sério nos seus trabalhos e de muitos amigos. Sentiremos muito a falta desse grande colega que partiu deixando boas lembranças em todos nós, além de saudade e um legado que não pode ser esquecido.
Fábio Ramos Abreu


Tribute to Nicole's
Memory

O Comitê Brasileiro de Barragens homenageia postumamente a Secretaria do CIGB – Comission Internationale des Grands Barrages, Sra. Nicole Schauner, que exerceu esta função entre 1967 e 2016. Em 1967 ela substituiu Margarite Chapelle, sua mãe, que foi Secretaria da CIGB durante 25 anos. Agora foi substituída por sua filha, a atual Secretaria Nathalie Shauner, após 49 anos de trabalho. Sempre nos lembraremos dela pela eficiência e delicadeza com que atendeu ao CBDB e aos profissionais brasileiros. As duas foram responsáveis pelo eficiente suporte à CIGB ao longo dos últimos 68 anos.


Homenagem ao Professor Alfredo Bjornberg

"O Prof. Alfredo foi uma pessoa maravilhosa, não apenas como professor de Geologia, na Escola de Engenharia de São Carlos - USP, onde me formei, mas com ser humano e médico homeopata amador. Em realidade, se formou em Biologia, daí seu entusiasmo e cultura pela área de Homeopatia, na qual foi profundo conhecedor, dedicando parte de seu tempo a consultar pessoas que o procuravam para relatar seus problemas de saúde. Na Promon Engenharia, em São Paulo, na qual trabalhou na área de Barragens e Geotecnia por vários anos, vários dos colegas da empresa, dentre engenheiros, projetistas e desenhistas, costumavam consultá-lo. Prof. Alfredo, após uma série de perguntas para entender melhor as causas e sintomas do cliente, costumava não apenas receitar o medicamento homeopata, como o doava para o paciente, sem nada cobrar."


Reunião do Conselho Deliberativo

O Conselho Deliberativo do CBDB se reuniu em 26/04/2016.

Nas fotos, da esquerda para direita: Teresa Cristina Fusaro, Erton Carvalho, Brasil Pinheiro Machado, Dimilson Pinto Coelho, Fábio De Gennaro Castro, Cléber José de Carvalho, Pedro Paulo Sayão Barreto, Edilberto Maurer, Luciano Nobre Varella, Alberto S. F. J. Sayão, Carlos Henrique Medeiros, João Francisco Alves Silveira, Ricardo Aguiar Magalhães, Flávio Miguez de Mello, Aurélio Alves de Vasconcelos, José Bernardino Botelho, Paulo Coreixas Júnior, Walton Pacelli de Andrade e Denise Araújo Vieira Kruger


CBDB - Assembleia Geral Ordinária

A Assembleia Geral Ordinária do CBDB se reuniu em 26/04/2016 em Florianópolis.


Sumário Executivo Março/2016
Projeto de Integração do São Francisco

O Projeto de Integração do Rio São Francisco vai garantir a segurança hídrica a 12 milhões de habitantes, em 390 municípios, nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, além gerar emprego e promover a inclusão social. O empreendimento tem extensão de 477 km organizados em dois Eixos de transferência de água - Norte e Leste. A obra engloba a construção de 9 estações de bombeamento, 27 reservatórios, 4 túneis, 14 aquedutos, 9 subestações de 230 kV, e 270 km de linhas transmissão em alta tensão. Ao mesmo tempo em que busca garantir o abastecimento por longo prazo de grandes centros urbanos da região, como Fortaleza, Juazeiro do Norte, Crato, Mossoró, Campina Grande, Caruaru, João Pessoa e de centenas de pequenas e médias cidades do Semiárido, o projeto beneficia áreas do interior do Nordeste com potencial econômico, importantes no âmbito de uma política de desconcentração do desenvolvimento nacional. O empreendimento, atualmente, apresenta 85,3% de execução física, sendo que o Eixo Norte conta com 86,6% e o Eixo Leste com 83,4% de execução. Os percentuais de avanço correspondem à evolução dos projetos executivos, das obras civis, das instalações eletromecânicas e ações ambientais.


Carlos Henrique Medeiros representa CBDB
no Dia Mundial da Água - Agência Nacional
de Águas

Diretor Técnico do CBDB Carlos Henrique Medeiros representou o CBDB no Dia Mundial da Água no Seminário sobre a Crise Hídrica e a Segurança de Barragens no Brasil, promovido pela Agência Nacional de Águas, em 22/03/2016, em Brasília

Clique para visualizar: Convite | Programação


Artigo "Os Desafios para as Hidrelétricas no Brasil" - Fábio De Gennaro Castro - Revista Eletricidade Moderna


CBDB e Clube de Engenharia

Debate sobre a Construção de Hidrelétricas

Palestras Realizadas:
· Geração Hidroelétrica e o SIN - Sistema Interligado Nacional, pelo Engenheiro Luciano Nobre Varella, Diretor Secretário do Comitê Brasileiro de Barragens.
· Hidroelétricas Planejadas com Operação a Fio d'Água. Defesa ou Ataque ao Meio Ambiente?, pelo Engenheiro Flávio Miguez de Mello, presidente honorário do Comitê Brasileiro de Barragens.
· Reservatórios de Regularização de Vazões. Benefícios. Experiência Brasileiro, pelo Engenheiro Erton Carvalho, presidente honorário do Comitê Brasileiro de Barragens.

Painel amplia o debate sobre hidrelétricas
e eficiência energética

O jornalista Luis Nassif repercutiu a cobertura do evento “Hidrelétricas com grandes reservatórios de acumulação” publicada no Portal do Clube de Engenharia. O evento, que discutiu os impactos da construção de hidrelétricas, contou com palestras de Luciano Varella, Flávio Miguez de Mello e Erton Carvalho, do Comitê Brasileiro de Barragens. Na última quinta-feira (05/05/2016), o Clube de Engenharia sediou o evento “Hidrelétricas com grandes reservatórios de acumulação”, com a apresentação de três palestras sob a responsabilidade de representantes do Comitê Brasileiro de Barragens - CBDB. O evento foi promovido pela Diretoria de Atividades Técnicas (DAT) e a Divisão Técnica de Energia (DEN) do Clube, além do Comitê Brasileiro de Barragens. Em um cenário em que o país não investe mais na construção de novas hidrelétricas com grandes reservatórios e os órgãos responsáveis só têm autorizado a construção de hidrelétricas a fio d’água, o debate se faz absolutamente necessário. Os palestrantes entendem que não é eficiente descartar os muitos benefícios das hidrelétricas com grandes reservatório e privilegiar as usinas a fio d’água. Estas representam, ao mesmo tempo, menor impacto ambiental e menos eficiência na geração de energia elétrica, utilizando um volume de água constituído, basicamente, do próprio leito do rio e de mais uma pequena área inundada. As hidrelétricas com grandes reservatórios inundam uma área maior e regulam a vazão da água, para que se gere mais energia. Esses reservatórios ainda apresentam diversas outras vantagens, como a possibilidade de armazenar mais ou menos água para períodos mais secos ou chuvosos.

Clique aqui para ver a publicação de Luis Nassif.


III Encontro Técnico de Plano de Ação de Emergência de Barragens - Salvador/BA - 23/03/2016

O Comitê Brasileiro de Barragens, Núcleo Regional da Bahia, e a Superintendência de Proteção e Defesa do Estado da Bahia organizaram o “III Encontro Técnico de Plano de Ação de Emergência de Barragens”, em 23/03/2016, em Salvador/BA, com o apoio da ANA, Agência Nacional das Águas. O Encontro teve como objetivo debater o Plano de Ação e Emergência de Barragens com os empreendedores, órgãos de fiscalização e a Defesa Civil no âmbito do Estado da Bahia.
Temas abordados:
· PAE: instrumento da Lei Nº. 12.334 - Política Nacional de Segurança de Barragens.
· PAE: Interrelações entre a Defesa Civil, Empreendedor e Órgão de Fiscalização.


Revista Fundações e Obras Geotécnicas - Coluna do Conselho

Em novembro de 2015 o mundo ficou abalado pelas imagens da enxurrada de lama em Mariana, cidade colonial no interior do Brasil, fundada no final do século XVII, em homenagem a Maria Ana, esposa do Rei D. João V, para ser a capital da província de Minas Gerais, e um centro de mineração de ouro para Portugal. Na região da mina da empresa Samarco, com o colapso da barragem de Fundão, os rejeitos desceram o vale e ocuparam o reservatório de Santarém (PA), logo a jusante, que operava no limite de sua capacidade, reservando água para reuso no beneficiamento do minério. O enchimento do reservatório com a lama causou galgamento e danos nas laterais da barragem de Santarém. A tragédia, causada pela ruptura da barragem, que desde 2008 recebia os rejeitos da lavra da mina de ferro de Germano (MG), deixou um rastro de destruição, com 17 pessoas mortas, duas desaparecidas e centenas desabrigadas.

Revista Fundações e Obras Geotécnicas
Coluna do Conselho: Barragens de Rejeitos
ALBERTO SAYÃO e FLAVIO MIGUEZ

Revista Fundações e
Obras Geotécnicas

Coluna do Conselho:
Barragens de Rejeitos
E A TRAGÉDIA EM MARIANA (MG)
ROBERTO KOCHEN


Carlos Henrique Medeiros representa o CBDB na Comissão Temporária da Política Nacional de Segurança de Barragens em Audiência Pública - Senado Federal - 15/03/2016

O Diretor Técnico do CBDB Carlos Henrique Medeiros representou o CBDB na Comissão Temporária da Política Nacional de Segurança de Barragens em em Audiência Pública - Senado Federal - 15/03/2016

Clique aqui para ler o Ofício
Clique aqui para ler o 2º Plano
Clique aqui para acessar a notícia

Notícias das Comissões Técnicas

Reunião do Diretor Técnico com
os coordenadores de algumas
Comissões Técnicas do CBDB

Em 26/04/2016 houve Reunião do Diretor Técnico com Coordenadores de algumas Comissões Técnicas do CBDB, para alinhamento das diretrizes e verificação de acompanhamento do andamento dos trabalhos de cada uma delas.

Na foto, da esquerda para direita: Sandra Elisa Favorito Raimo (CT-09), Fábio De Gennaro Castro (CT-12), João Franciso Alves Silveira, Carlos Henrique Medeiros (CT-02), Ricardo Aguiar Magalhães (CT-05), Brasil Pinheiro Machado (CT-04), Ricardo Hey Andrzejewski (CT-08), Sérgio Abu Jamra Misael, Cléber José de Carvalho.















CT 01 :: Reunião - Registro de Barragens

Houve Reunião dia 26/04/2016 da Comissão de Registro de Barragens – CT-01, coordenada por Sérgio Corrêa Pimenta. Da esquerda para direita: Fábio De Gennaro Castro, Geraldo Magela Pereira, Sérgio Corrêa Pimenta, Edilberto Maurer, Ricardo Aguiar Magalhães


CT 02 :: Reunião da Comissão de
Segurança de Barragens

Houve Reunião dia 26/04/2016 da Comissão de Segurança de Barragens – CT-02, coordenada por Carlos Henrique Medeiros.
Na foto: Dimilson Pinto Coelho e Carlos Henrique Medeiros.


CT 04 :: Reunião da Comissão
de Hidráulica de Barragens

Houve Reunião dia 26/04/2016 da Comissão de Hidráulica de Barragens – CT-04, coordenada por Brasil Pinheiro Machado. Da esquerda para direita: Diego David Baptista de Souza, Brasil Pinheiro Machado


CT 05 :: Reunião da Comissão de
Barragens de Terra e Enrocamento

Houve Reunião dia 26/04/2016 da Comissão de Barragens de Terra e Enrocamento – CT-05, coordenada por Ricardo Aguiar Magalhães. Da esquerda para direita: João Raphael Leal, Ricardo Aguiar Magalhães, Sandra Elisa Favorito Raimo, José Bernardino Botelho, Fábio De Gennaro Castro


CT 06 :: Comissão de Barragens de Enrocamento com Face de Concreto (BEFC)
e Barragem de Enrocamento com Núcleo
de Asfalto (BENA)

A Comissão Técnica CT-06 Barragens de Enrocamento com Face de Concreto (BEFC) e Barragem de Enrocamento com Núcleo de Asfalto (BENA) está preparando os capítulos correspondentes para o Boletim Técnico. Estamos solicitando aos responsáveis dos capítulos o envio de rascunhos para revisão a mais tardar no mês de Maio.


CT 08 :: Reunião da Comissão de Formas
de Contratação de Serviços de Engenharia
e Construção

Houve Reunião dia 26/04/2016 da Comissão de Formas de Contratação de Serviços de Engenharia e Construção – CT-08, coordenada por Ricardo Hey Andrzejewski, que doravante substitui, esperamos com o mesmo afinco e sucesso a coordenação anterior, de Sérgio Abu-Jamra Misael. Da esquerda para direita, em pé: Cléber José de Carvalho, José Roberto Brandão, Sérgio Abu-Jamra Misael, sentados: André Ribas de Almeida, Ricardo Hey Andrzejewski, Marco Aurélio Vianna Escobar.
A elaboração do Boletim Técnico sobre Formas de Contratação de Serviços de Engenharia e Construção de Barragens e Obras Hidrelétricas está em fase adiantada, devendo ser lançando em maio de 2017, em Workshop durante o XXXI SNGB, em Belo Horizonte.
Para andamento e outras reuniões, clique em Leia mais.


CT 11 :: Comissão de Obras de Proteção
e Contenção de Fluxo de Detritos

Tive a oportunidade de participar, como representante da CT-11, de reuniões técnicas no Ministério de Integração com a equipe japonesa do JICA que está desenvolvendo, dentro de um acordo bilateral Brasil-Japão, um interessante trabalho de elaboração do manual de contramedidas a serem tomadas em relação ao fluxo de detritos nas regioes serranas brasileiras cenário daqueles eventos.
Como uma extensão da participação descrita acima, recebemos também um convite de participar da discussao do Plano (GIDES).
Estamos redigindo um trabalho relativo a Corridas de Detritos e de Lama para o XVIII COBRAMSEG 2016, da ABMS, a ocorrer em outubro próximo deste ano em Belo Horizonte, MG. O resumo do trabalho foi aprovado e será de autoria nossa e contará com a colaboração de dois técnicos do Ministério de Integração de Brasília-DF.
Clique em Leia mais para acessar o Termo de Referência preliminar que norteia os trabalhos da Comissão de Obras de Proteção e Contenção de Fluxo de Detritos - CT-11.

Atenciosamente,
Dimitry Znamensky

Notícias dos Núcleos

NRMG - Informativo

- Em março, o NRMG recebeu o eng.º Felipe Figueiredo Rocha para a palestra “CENÁRIOS DE FORMAÇÃO E EVOLUÇÃO DE RUPTURAS EM BARRAGENS DE REJEITOS (DAM BREAK), CASOS DE RUPTURA.”
- ANEEL publica Resolução Normativa nº 696 e Formulário de Segurança de Barragens
- Agenda de cursos e seminários do NRMG


NRPR - Informativo 19 - Abril 2016

Palestras Técnicas sobre Segurança de Barragens foram realizadas em Foz do Iguaçu (ITAIPU) no dia 12 de Abril.


NRCE - Simpósio sobre Segurança
de Barragens e Riscos Associados

Fortaleza 17 e 18/03/2016

O V SIMPÓSIO SOBRE SEGURANÇA DE BARRAGENS E RISCO ASSOCIADOS realizado em Fortaleza atingiu seu objetivo técnico de forma bastante elevada. A proposta de programação inicialmente definida pela diretoria do Núcleo Ceará, foi bastante abrangente e dinâmica, contemplando exposições breves, de 20 a 30 minutos, um coordenador de sessão, que logo após as apresentações, fez um relato dos pontos que em sua opinião foram relevantes, ampliando alguns detalhes, para depois coordenar os debates. Os referidos debates foram ordenados e bastante participativos, com tempo suficiente, em torno de uma hora. A frequência foi bastante positiva, 200 participantes, com presença muito alta de estudantes e profissionais jovens. A presença e apoio da direção do DNOCS foi importante, assim como do Secretário de Recursos Hídricos do Estado do Ceará, como também do presidente da COGERH. Houve contribuição financeira manifestada por fornecimento de pastas, blocos de notas, canetas e mesmo coquetel, feita por gestão do DNOCS, a pedido do Núcleo e sem dispêndio do CBDB. Como sempre a troca de informações e experiências entre profissionais de várias partes do país é muito útil.


2º. Debates sobre Barragens de Rejeitos – São Paulo – 09/03/2016

Especialistas debatem construção, legislação e acidentes em Barragens de Rejeitos

A segunda edição dos debates sobre Barragens de Rejeitos, organizada pela Academia Nacional de Engenharia (ANE), pela ABMS e pelo Comitê Brasileiro de Barragens (CBDB), aconteceu no dia 9 de março, em São Paulo. O evento reuniu cerca de 190 pessoas, além do público que assistiu ao encontro pela internet. Ao falar sobre o tema, o acadêmico Alberto Sayão, coordenador e moderador do evento e presidente da Comissão Técnica de Barragens da ABMS, lamentou a falta de informações sobre a investigação do acidente em Mariana (MG), o que, segundo ele, limita a compreensão sobre o que ocorreu. Alberto Sayão destacou ainda a necessidade de mudanças em algumas práticas de engenharia para devolver segurança a essas obras.

Mais informações sobre o evento clicando AQUI.




Evento supera expectativas
em Santa Catarina

Realizado em Florianópolis, capital catarinense, nos dias 27 e 28 de abril de 2016, evento contou com cerca de 200 participantes, entre autoridades, representantes de empresas e agentes do setor elétrico. Em debate, as perspectivas para a hidroeletricidade brasileira, os desafios ambientais, a segurança das barragens e a inovação das usinas reversíveis. Promovido pelo Comitê Brasileiro de Barragens, teve exposição paralela de empresas de serviços, equipamentos e tecnologias setoriais. Acompanhe nas próximas páginas o compilado das principais palestras, debates e atividades e conheça os expositores que prestigiaram a décima edição do Simpósio.




NRRJ - Concluída Turma do Curso de Projetos de Usinas Hidrelétricas - Prof. Geraldo Magela Pereira - 04 a 07/04/2016

Concluída Turma do Curso de Projetos de Usinas Hidrelétricas - Prof. Geraldo Magela Pereira - 04 a 07/04/2016




Seminários 2016 - Pós-Graduação em
Eng. Civil - PUC RIO - 01/04/2016

Evento contou com 3 Palestras e Debates sobre casos práticos e detalhes de construção e desempenho de ensecadeiras, barragens e reservatórios.

Notícias enviadas pelos sócios

Eventos CBDB
Clique nos links dos eventos
para obter mais informações

Agenda

Diretoria CBDB
Presidente
Brasil P. Machado
Vice-Presidente
Fabio De Gennaro Castro
Diretor Secretário
Luciano Nobre Varella
Diretor de Comunicações
Ricardo Aguiar Magalhães
Diretor Técnico
Carlos Henrique Medeiros

Conselho Deliberativo
Membros Eleitos
Alberto S. F. J. Sayão
Aurélio Alves de Vasconcelos
Brasil Pinheiro Machado
Carlos Henrique Medeiros
Cleber José de Carvalho
Denise Araújo Vieira Krüger
Dimilson Pinto Coelho
Fabio De Gennaro Castro
Gilson Machado da Luz
João Francisco A. Silveira
José Bernardino Botelho
Luciano Nobre Varella
Marcos Luiz Vasconcellos
Paulo Coreixas Junior
Rodrigo Junqueira Calixto
Ricardo Aguiar Magalhães
Teresa Cristina Fusaro
Walton Pacelli de Andrade
Membros Vitalícios
Cássio Baumgratz Viotti
Edilberto Maurer
Erton Carvalho
Flavio Miguez de Mello

Comissão Fiscal
Alberto Jorge T. Cavalcanti
Étore Funchal de Faria
Fernanda Otto Springer
Paula Luciana Divino

Comissões Técnicas



Nacionais
Barragens de Concreto
José Marques Filho
Barragens de Enrocamento
com Face de Concreto
Bayardo Materon
Barragens de Rejeitos
Joaquim Pimenta de Ávila
Barragens de Terra e Enrocamento
Ricardo Aguiar Magalhães
Condicionantes Regulatórios à
Realização de Barragens e
Reservatórios
Raymundo Garrido
Formas de Contratação de
Serviços de Engenharia e Construção
Ricardo Hey Andrzejewski
Hidráulica em Barragens
Brasil P. Machado
Impacto Ambiental de
Barragens e Reservatórios
Sandra Elisa Favorito Raimo
Obras de Proteção e Contenção
de Fluxo de Detritos
Dimitry Znamensky
Pesquisa, Desenvolvimento e
Inovação Técnica
Denise Araujo Vieira Kruger
Registro de Barragens
Sérgio C. Pimenta
Segurança de Barragens
Carlos Henrique Medeiros
Usos Múltiplos de Reservatórios
Fabio De Gennaro Castro

Comitês Técnicos



Internacionais
Concrete for Dams
José Marques Filho
Dam Safety
Carlos Henrique Medeiros
Hydraulics for Dams
Brasil Pinheiro Machado
Embankment Dams
Cássio Baumgratz Viotti
Public Awareness and Education
Miguel Z. Sória
Prospective and New
Challenges for Dams
Flavio Miguez de Mello
River Basin Management
Erton Carvalho
Tailing Dams and Waste Lagoons
Joaquim Pimenta de Ávila
The World Register of Dams
and Documentation
Sérgio C. Pimenta
Integrated Operation of Hydropower
Stations and Reservoirs
Luciano Nobre Varella
Multipurpose Water Storage
Fábio De Gennaro Castro

Núcleos Regionais
NRBA - Bahia
Diretor Regional
Roberto Facchinetti
Vice-Diretor Regional
Carlos Henrique Medeiros
Diretor Técnico
José Mário Miranda
Diretora Secretária
Maria da Graça Maia Lopes
Diretor de Comunic. Regional
Jorge Luís Rocha de Amorim

NRCE - Ceará
Diretora Regional
Ana Teresa de Sousa Ponte
Secretária
Lucrecia Nogueira de Sousa
Tesoureira
Vanda Tereza Costa Malveira

NRGO/DF - Goiás/Dist. Federal
Diretor Regional
Álvaro Araújo
Vice-Diretor Regional
Gilson Gitirana Jr.
Diretor de Comunicação
Antonival Lima Albuquerque
Secretário Executivo
Joviano Miguel Fonseca

NRMG - Minas Gerais
Diretora Regional
Teresa Cristina Fusaro
Vice-Diretor Regional
Cléber José de Carvalho
Diretor Técnico Regional
Carlos Barreira Martinez
Diretor de Comunic. Regional
Aloyso Portugal Maia Saliba
Secretário Regional
Rodrigo de Melo

NRPR - Paraná
Diretor Regional
Carlos Infante
Secretária
Silvia Frazão Matos
Tesoureiro
Marcos Alberto Soares

NRPE - Pernambuco
Diretor Geral
Aurélio Alves de Vasconcelos
Vice-Diretor Geral
Adilton Castello Branco
Diretor Secretário
José Aquino de Souza
Diretor Tesoureiro
Alberto Jorge Cavalcanti

NRRJ - Rio de Janeiro
Diretor Regional
Celso Jose Pires Filho
Vice Diretor Regional
Leticia Costa Manna Leite
Diretor Técnico/Tesoureiro
Isaac Benchimol
Secretário
Maria do Carmo Cavalcanti
Adjuntos
Marco Antonio Ramidan
Ricardo Moreira Soares

NRRS - Rio Grande do Sul
Diretora
Lúcia Miranda
Vice-Diretor
Rafael André Wiest
Diretor Técnico
Marcelo Giulian Marques
Secretário
Roberto Arsego Zuch

NRSC - Santa Catarina
Diretor Regional
Sérgio Corrêa Pimenta
Vice Diretor Regional
Joao Raphael Leal
Diretor Técnico
Rafael Fernandes Pereira
Secretário
Francisco Carlos dos Santos

NRSP - São Paulo
Diretor Regional
Clovis Ribeiro Leme
(in memorian)
Vice Diretor Regional
Fabio Luiz Ramos de Abreu
Secretário
Ronaldo Rocha
Tesoureiro
Paulo Victor Braun

Apoio Logístico e



Operacional do CBDB
Superintendente
Pedro Paulo Sayão Barreto
Gerente de Eventos
Rita Marques Pitta
Secretária
Marise Marinho
Administrativo
Marcos Paulo Trindade
Vitor Codeço


www.cbdb.org.br cbdb@cbdb.org.br 55 21 2528.5320

Caso não deseje mais receber estas mensagens, entre em contato com o CBDB.
Powered by Dub Projetos Visuais